Empreendimentos Mixed-Use crescem na Grande São Paulo


mixed use

Comuns em diversos países e presentes em alguns bairros de grandes capitais brasileiras, como São Paulo e Rio de Janeiro, empreendimentos mixed-use tornaram-se uma tendência no mercado imobiliário.

Multifuncionais, reúnem unidades residenciais, escritórios, lojas, estabelecimentos de serviço e de lazer em um só local.
Com várias funções, praticidade e inúmeras vantagens, os complexos atraem cada vez mais investimentos de empresas do setor.

Dentre as novidades que despontam em São Paulo, dois recém-lançamentos de grande impacto no setor imobiliário prometem inaugurar esse ano uma nova fase de empreendimentos voltados para o segmento corporativo e residencial. O conceito mixed-use já existe em grandes centros urbanos de metrópoles internacionais e expande-se pelo país com boas promessas.

O esvaziamento dos Centros das grandes metrópoles é inegável. Afinal, em busca de tranquilidade e proximidade com a natureza, o rumo tomado nas décadas passadas foi em direção aos bairros mais afastados. Em contrapartida, deixou-se para trás regiões centrais em que a infraestrutura urbana instalada é mais complexa (como transporte, telecomunicações, comércio, vida cultural, por exemplo), que demandam menos deslocamentos para que as pessoas usufruam de seus benefícios.

E o resultado disto são os enormes congestionamentos em direção ao Centro pela manha – e seu inverso no fim do dia.

Arquitetos e urbanistas norte-americanos e europeus, com os mixed-use, dão uma resposta dupla às questões dos centros urbanos:

  • Revalorizam os espaços no centro.
  • Abrem espaços para novas centralidades, fazendo com que menos pessoas precisem se deslocar.

Em resumo, estamos falando de um ambiente urbano com vida “24×7”, que reúne lazer, trabalho, compras e moradia (e, em alguns casos, até hospedagem). E que, ao mesmo tempo, ocupe de modo racional o espaço da metrópole, garanta menos deslocamentos e, consequentemente menos trânsito – e tempo desperdiçado.

​Quer conhecer uma excelente oportunidade dentro do conceito mixed-use? Acesse já o nosso site!

Previous Valor máximo de imóvel pago com FGTS sobe para R$ 750 mil
Next Aumento de valor pago com FGTS para compra de Imóvel vai aquecer mercado, segundo RealtON

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *