Crédito para imóveis deve crescer em 2014, afirma a Caixa


A Caixa Econômica Federal descarta bolha imobiliária e espera dar continuidade ao crescimento do crédito para esta categoria em 2014, quando espera encerrar o ano com crescimento entre 10% e 20%.

A Caixa Econômica Federal descarta bolha imobiliária e espera dar continuidade ao crescimento do crédito para esta categoria em 2014, quando espera encerrar o ano com crescimento entre 10% e 20%. Em 2013, a Caixa bateu um novo recorde, atingindo R$ 134,9 bilhões em contratações.

De acordo com a estimativa do diretor de habitação da Caixa, Teotonio Rezende, para 2015 as expectativas ainda são positivas. “Todos os dados e o comportamento do mercado nos dão a confiança de que o crédito continuará crescendo. Sendo o mais conservador possível, no ano de 2015 devemos ter um crescimento em torno de 10%.

Sobre a bolha imobiliária, o diretor de habitação acredita que não há sinais de que o segmento enfrente este risco, considerando que a situação econômica e social no Brasil se difere do que aconteceu nos Estados Unidos e que pode ser identificado também na Europa. A demanda ainda reprimida por novas moradias no Brasil ainda deve segurar este mercado aquecido por mais alguns anos.

Rezende acredita que os preços dos imóveis devem permanecer mais próximo da estabilidade nos próximos anos. “Ainda temos um grande déficit habitacional no Brasil. Outro ponto é a relação do PIB (Produto Interno Bruto) e o crédito, que mostra que o Brasil ainda tem muito espaço para crescer”, ressalta.

Ele ainda compara os indicadores imobiliários do Brasil e dos Estados Unidos para justificar sua opinião. A avaliação do crédito imobiliário, o LTV (Loan-to-Value), do Brasil está em torno de 70% da média nacional, com um montante de financiamentos contratados nessa modalidade representando cerca de 8% do PIB (Produto Interno Bruto). A expectativa é que os financiamentos imobiliários atinjam 10% do PIB até o ano de 2015.

Previous Valorização de imóvel no Brasil foi a maior do mundo nos últimos 5 anos
Next Aluguel com aniversário em fevereiro e reajuste pelo IGP-M subirá 5,66%

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *